domingo, 8 de outubro de 2017

Operação Anti-Operação Biquini: 7 dicas caseiras para acabar de vez com celulite

Bem sei que a operação biquini e a guerra à pele casca de laranja acontece tendencialmente entre maio e julho... ano após a ano... a mesma preocupação e a mesma luta. Este é o período em que nos lembramos que as férias grandes vêm a caminho e em que damos o tudo por tudo por um corpo à nossa medida.

Sei que apesar de (nós nutricionistas) estarmos sempre a sublinhar que os cuidados com a linha e com a alimentação devem existir durante todo o ano, a tendência é inevitavelmente sazonal. Mas este ano, para que não se esqueçam disso, vou partilhar com todas as seguidoras que querem manter umas pernas “lindas-maravilhosas” as minhas dicas caseiras para se manterem livres de celulite. Tudo aquilo que devem e NÃO devem fazer...

Não se esqueçam que manter resultados é bem mais fácil do que ter de iniciar todo o trabalho quando a primavera chega e sol começa a espreitar. Ainda por cima com estes dias de sol e calor com que o mês de outubro nos presenteou, tenho a certeza que alguns calções, saias e vestidos mais curtos voltaram a sair do armário.

Aqui ficam então 7 dicas simples para acabar com a pele casca de laranja em casa. As dicas são tão simples que podem ser feitas mesmo por aquelas pessoas que não têm tempo para nada e que, quando chegam a casa, apenas têm vontade de deitar no sofá e desligarem do mundo das obrigações. 
Talvez lhe chame operação anti-“operação bikini” para que não tenham de voltar a “panicar” em frente ao espelho quando a próxima estação estival regressar.
Quem está comigo?


Nos próximos meses comecem com estas estratégias básicas:

1. Automassagem
Uma das principais causas da celulite é a má circulação, sendo que a simples ativação dessa mesma circulação pode ser feita, por exemplo, durante o banho, sem cremes especiais nem sessões de ultrassom ou com leves massagens
Quem nos dera ter tempo (e dinheiro) para um SPA semanal, não era? Isso sim seria perfeito. Mas não existindo essa possibilidade a automassagem pode ser uma solução rápida e fácil de estimular a circulação de forma muito mais económica. Pode não ser exatamente a mesma coisa, mas é, sem dúvida, muito muito melhor do que nada.  Pequenas massagens localizadas diárias, mesmo que ligeiras, são mais eficazes no combate à pele casca de laranja e flacidez, do que um único tratamento pontual feito de forma isolada.


2. Elevar os pés da cama
Como forma melhorar a circulação sanguínea enquanto dormimos podemos incutir uma inclinação confortável na cama, que nos ajude a fazer aquilo que a gravidade nos impede, durante o dia, enquanto estamos de pé: o retorno venoso.
Para isso podemos optar por colocar uns calços nos pés da cama ou, como alternativa, dobrar umas mantas que podemos enrolar em forma de “salsicha” para colocar entre o colchão e o estrado. Ideia simples, caseira, económica mas muito eficaz (garanto por experiência própria).
A técnica de colocar umas almofadas para elevar os pés dura pouco mais de 5-10 minutos. Quando dou por mim já foi a almofada e o a elevação também.


3. Evite roupa apertada ou cruzar as pernas
Falamos várias vezes nos alimentos, receitas e nos exercícios que devemos ter em conta quando o objectivo é evitar a celulite, mas será que estamos conscientes daquilo que NÃO devemos fazer?
Existem pequenos gestos diários que podem ser verdadeiros inimigos camuflados da pele casca de laranja, como a utilização de roupa apertada, por exemplo, ou o constante cruzar de pernas.  Beber pouca água, o excesso de stress, o tabaco, o consumo de bebidas alcoólicas, os refrigerantes e o trabalhar sentado (sedentarismo) são alguns dos hábitos que promovem a instalação da pele casca de laranja e a sua evolução rápida. Por isso mesmo toca a mexer, hidratar o corpo, relaxar e a utilizar roupa confortável.


4. Movimentos corretos
Estar parada é que não! O sedentarismo é o inimigo número da pele casca de laranja. Normalmente recomendo atividade (ponto). Escolher algo que se goste, para que para além do objectivo “saúde”, haja também a contrapartida do “prazer”.
Pessoalmente não gosto muito de ginásios, de estar fechada, de fazer desporto entre 4 paredes. Não me orgulho mas na verdade sou "um pouco" preguiçosa! Para ultrapassar esta lacuna, sou acompanhada pela minha PT, responsável por me "puxar as orelhas" e motivar a fazer exercício regular e bem feito, mesmo durante a gravidez. Desafiei-a a dar-nos alguns exercícios básicos e específicos para a dizer adeus de vez às irregularidades da celulite.


5. Banho de contrastes
No final do teu duche, termina o banho utilizando água fria durante alguns minutos. Se conseguires uma boa pressão no teu chuveiro, direciona-o especificamente para as pernas e, de baixo para cima, cria um movimento de jactos de água bem fria.

Se por um lado a água quente utilizada no inicio do banho promove a vasodilatação, o contraste da água fria, no final, vai ajudar a contrair os vasos sanguíneos. Desta forma vais melhorar a firmeza cutânea e a circulação sanguínea, através do estreitamento e dilatação dos vasos... e vai claramente ajudar a despertar.
Mesmo para as mais friorentas, garanto que vale a pena o sacrifício e que custa só mesmo as primeiras vezes.


6. Chás e infusões
Depois de ter partilhado algumas receitas de águas detox anti-celuliticas (ver AQUI), deixo-vos também alguns dos meus ingredientes de eleição para preparem infusões perfeitas para o combate à pele casca de laranja.
Agora com o tempo a arrefecer, as infusões aconchegantes são uma opção bem mais apetecível. Ervas e plantas como a cavalinha, chá verde, castanha da Índia, dente de leão e hibisco não podem faltar na minha cozinha. A elas junto ainda canela e gengibre e ficam absolutamente deliciosos. Experimentem e sintam a diferença.


7. Cellulase
A escolha do suplemento alimentar acertado nestas ocasiões pode ser o fator decisivo para obteres os melhores resultados. Com tanta oferta no mercado, quando toca a hora de escolher “o suplemento” a coisa pode torna-se complicada.
Desde sempre que recomendo Cellulase para o combate à pele casca de laranja e posso dizer que quer por experiência própria, quer pelo feedback que tenho em consulta os resultados são visíveis.

Este ano, por estar grávida não segui o meu plano habitual, mas depois da amamentação, podem ter a certeza, regressarei em força para combater estas covinhas mais teimosas.


Vê mais sobre o tema nos links:

As Sopas Detox para o dizeres adeus à pele casca de laranja

Alimentação Anti-Inflamatória para o combate da Celulite

5 Águas Detox para te livrares da pele casca de laranja





terça-feira, 3 de outubro de 2017

Chamo-lhe de "Aveia Crocante" e é uma delicia!

De há uns anos para cá, muito se fala em granola... mais uma moda do nosso país irmão que parece estar cá para ficar. Ainda por cima "diz que é saudável"! Será mesmo?
A ideia parece interessante, as combinações intermináveis e o sabor final quase sempre delicioso. 
A base normalmente é de aveia ou outros cereais, com uma mistura de sementes, frutos secos, mel ou outro xarope e gordura (normalmente óleo de coco, quando a tentativa é apontar no sentido do saudável). 
Sempre que compro granolas de pacote nos supermercados comuns, parecem-me extremamente doces. Quando confiro o rótulo nutricional percebo porquê!
O problema é que muitas marcas comerciais estão carregadas de açúcar adicionado e gordura. Mas, como tudo o que vira moda tem vendas as quase asseguradas, parece que agora tudo pode ser granola a preço acrescido (claro!)... para rematar se a moda for associada ao "saudável" então é a perfeita pele de cordeiro para o lobo mau! Não se deixem enganar e leiam rótulos, por amor da santa (melancia)!
Aprende a ler rótulos AQUI

Tenho partilhado nos meus instastories as receitas que faço em casa de aveia crocante (#istonaoégranola) e pelas mensagens que recebo sempre que as preparo parece que a coisa está a fazer furor e a suscitar curiosidade.
Sigam o perfil de Instagram @NutricionistaLillian AQUI


A pedido de muitos seguidores hoje partilho 2 das minhas receitas preferidas, que espero que gostem!
Normalmente faço tudo a olho porque sou preguiçosa, mas como o resultado saber sempre tão bem não me preocupo muito com a coisa, mas nesta receita tentei acertar as proporções com medidas caseiras. Depois podem sempre ajustar aos vossos gostos, sem problema algum. Como quase todas as minhas receitas, quero que sirvam como inspiração para poderem ser versáteis. Podes trocar as sementes ou os frutos secos caso prefiras outros!
Agora é só prepararem em casa e vão ver como ser saudável não é sinónimo de sem sabor.

Não lhe chamo granola porque não adiciono qualquer tipo de xarope adoçante ou gordura, nem sequer as saudáveis, como o óleo de coco ou o típico mel. Em vez disso recomendo misturas saborosas de ingredientes diferentes que vão ao forno (ou numa versão mais reduzida e express pode ser feita na frigideira). Ficam estaladiços, torrados, crocantes... uma versão aldrabada e saudável dos cereais de pequeno almoço que costumo recomendar em consulta e que faz as delicias dos meus pacientes.


Aveia Crocante de Canela e Avelã

Ingredientes:
3 chávenas de flocos de aveia
1 chávena de sementes de linhaça
1/2 chávena de sementes de chia
1 chávena de avelãs
Canela em pó a gosto

Modo de Preparação:
Num tabuleiro para levar ao forno coloca uma folha de papel vegetal cortada mais ou menos à medida. Sobre o papel vegetal coloca todos os ingredientes. Mistura utilizando as mãos e leva ao forno pré aquecido a 120ºC durante cerca de 35minutos.
Deixa arrefecer e guarda para juntar às tuas receitas de pequeno almoço ou lanche.
NOTA: normalmente ao fim de 30 minutos vejo como está a mistura, remexo com a ajuda de uma colher e, se necessitar, aumento um pouco o tempo, garantindo que ficam tostadinhas.


Aveia Crocante de Coco e Goji

Ingredientes:
3 chávenas de flocos de aveia
1/2 chávena de sementes de linhaça
1/2 chávena de sementes de chia
1 chávena de lascas de coco
1 chávena de bagas de goji

Modo de Preparação: 
Num tabuleiro para levar ao forno coloca uma folha de papel vegetal cortada mais ou menos à medida. Sobre o papel vegetal coloca todos os ingredientes, à excepção das bagas de goji (que irão só mais tarde). Mistura os ingredientes no tabuleiro utilizando as mãos e leva ao forno pré aquecido a 120ºC durante cerca de 35minutos.
No final junta as bagas de goji, deixa arrefecer e reserva num frasco com tampa.
NOTA: normalmente ao fim de 30 minutos vejo como está a mistura, remexo com a ajuda de uma colher e, se necessitar, aumento um pouco o tempo, garantindo que ficam tostadinhas.


Aveia Proteica de Amêndoa e Cacau cru


Ingredientes:
3 chávenas de flocos de aveia
1/2 chávena de sementes de linhaça
1/2 chávena de sementes de sésamo
1/2 chávena de amêndoas laminadas
60 gr de Isocrisp Whey Protein da Vitafor
3-4 c. sopa de cacau cru em pó ou 5-7 c. sopa de cacau cru em pepitas

Modo de Preparação: 
Num tabuleiro para levar ao forno coloca uma folha de papel vegetal cortada mais ou menos à medida. Sobre o papel vegetal coloca todos os ingredientes, à excepção dos Isocrisp e do cacau cru (adicionaremos só mais tarde). Mistura os ingredientes no tabuleiro utilizando as mãos e leva ao forno pré aquecido a 120ºC durante cerca de 35minutos.
No final junta o cacau cru e o Isocrip, deixa arrefecer e reserva num frasco com tampa.
NOTA: normalmente ao fim de 30 minutos vejo como está a mistura, remexo com a ajuda de uma colher e, se necessitar, aumento um pouco o tempo, garantindo que ficam tostadinhas.

domingo, 1 de outubro de 2017

Preservação de Células Estaminais, eis a questão!

Desde de que soube que estava grávida e tomei consciência de que iria ser mãe de um pequenino ser humano (neste caso de uma pequenina), que fazer ou não fazer a recolha das células estaminais era uma questão que tinha em cima da mesa e ocupava a minha mente... Entre muitas questões e partilhas de opiniões com outras mães e futuras “mum to be” que percebi que as ideias divergiam...
Depois de estudar um pouco melhor as vantagens da criopreservação das células estaminais decidi jogar pelo seguro, escolher uma opção sólida e que me garantisse maior confiança, com a Crioestaminal.



As células estaminais (também chamadas de células-mãe) são células não diferenciadas que apresentam a capacidade de se especializarem nos vários tipos de células do nosso organismo, como as células do sistema sanguíneo ou do sistema imunitário, por exemplo. Esta capacidade faz com que possam ser utilizadas no mais tarde para o tratamento de diversas doenças, para reparar tecidos danificados ou substituir células que degeneram. As vantagens atuais da utilização das células estaminais têm sido comprovadas com inúmeros casos de sucesso, tendo sido utilizadas até à data no tratamento de cerca de 80 doenças e o seu potencial promete avanços promissores no futuro.

Podemos encontrar células estaminais no sangue e tecido do cordão umbilical do recém nascido, no momento do parto, de forma completamente indolor quer para a mãe quer para a criança. Após a sua recolha estas células requerem um correto armazenamento para que mais tarde possam ser utilizadas em caso de necessidade.

Na verdade quero muito não ter de precisar de recorrer às células estaminais da minha pequenina, mas sei que, se algo acontecer, tenho opção de escolha para solucionar um eventual problema da minha bebé e que posso ainda ajudar outras pessoas da família que sejam compatíveis e que possam vir a necessitar. Na verdade, nunca sabemos o dia de amanhã.

A decisão de optarmos pela Crioestaminal foi feita a dois, pois acreditamos na evolução das técnicas laboratoriais e da medicina. Sentimo-nos confiantes por pertencermos ao primeiro banco de células estaminais familiar e de investigação em Portugal, um dos maiores da Europa, com mais de 13 anos de experiência em criopreservação. Acho que estamos bem entregues!

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Beber água com gás faz mal?

Muitos mitos existem em volta das bebidas gaseificadas, mas saiba que nem tudo o que tem gás faz mal à saúde, muito pelo contrário?
Há uma grande tendência em confundir águas gaseificadas com todos os malefícios associados aos refrigerantes açucarados, mas na verdade não podíamos estar mais enganados, ora vejam!
Abaixo deixo-vos as verdades e as mentiras associadas ao consumo de água com gás. Curiosos? 




MITO 1: Água gaseificada engorda
A água com gás simples não engorda, uma vez que não possui calorias (a não ser que lhes sejam adicionadas). É muito comum a confusão entre águas gaseificadas e refrigerantes, sendo que estes últimos possuem um valor energético bastante elevado que está de facto, associado com o aumento de peso. Mas não podemos esquecer que um refrigerante apresenta regra geral excessivas quantidades de açúcares e/ou aditivos artificiais. O aumento de peso associado ao consumo de refrigerantes deve-se ao seu valor energético (calorias) e à quantidade de açúcar presente e não ao gás contido nas mesmas.

MITO 2: Perda de cálcio e densidade óssea
Apesar de ser uma crença antiga, segundo vários estudos a água com gás não parece estar associada ao processo de descalcificação óssea, não existindo relação entre estes 2 fatores.
Mais um vez aqui há uma confusão entre água com gás e refrigerante. Estes últimos podem apresentar ácido fosfórico e/ou cafeína na sua composição e estes sim estão relacionados com a redução da densidade mineral óssea, promovendo o aumento da perda de cálcio através da urina. O mesmo não se verifica com as águas com gás!

MITO 3: Desgaste dos dentes
Se for água gaseificada “verdadeira” não terá problemas a nível da dentição. Deverá preocupar-se sim se existir adição de ácido crítrico ou açúcares e no caso dos refrigerantes.



VERDADE 1: A água com gás é digestiva
A água com gás é obtida naturalmente ou através da adição de dióxido de carbono sob pressão ao líquido. O resultado é uma bebida com ácido carbónico, (um ácido fraco) que pode ter efeitos positivos em digestões mais difíceis e pesadas.

VERDADE 2: A água com gás é saciante
Para além de não apresentar calorias, a ligeira dilatação existente a nível do estômago pelo consumo de água carbonatada pode ser, afirmam alguns cientistas, uma excelente alternativa para quem tem problemas em controlar as quantidades de comida ingerida às refeições, uma vez que esta água pode ajudar a controlar a saciedade. Fantástico não?
Desta forma podemos ver a água com gás como uma aliada do emagrecimento

VERDADE 3: Excelente forma de hidratação
Muitas vezes beber água pode ser uma luta. Não temos sede, não gostamos de água ou então preferimos optar por bebidas que contem calorias, aditivos e açucares desnecessários.
A água natural gaseificada pode ser uma excelente forma de nos hidratarmos com prazer, de forma simples e saborosa.
Vê as minhas receitas de águas gaseificadas aromatizadas AQUI



Independentemente das vantagens das águas com gás, se a opção for comprar água com gás engarrafada de compra, é importante ler rótulos nutricionais e perceber o que existe dentro de cada garrafa. Nem todas as águas comerciais são apenas “águas com ar” ou “águas com bolinhas”. Algumas podem apresentar calorias escondidas, excesso de sódio, adoçantes e corantes artificiais ou outros aditivos.
Por isso nada melhor do que ler rótulos para fazer compras informadas ou optar por fazer a sua água gaseificada em casa como eu (vê AQUI o meu novo vício saudável com Sodastream)!




quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Conversas com Barriguinhas

Em breve vou iniciar uma nova fase da minha vida... uma fase desejada e que, com todos os ingredientes necessários, estará no forno apenas mais umas semaninhas. 

Interrompi temporariamente as consultas presenciais nos consultórios de Lisboa e do Algarve, os workshops, as palestras e as idas aos eventos. Apesar de adorar o que faço todos os dias e de, posso confessar, já estar com algumas saudades dos meus pacientes e seguidores, tive de dar um pouco de repouso à pequena melancia.
* Neste momento estou apenas a fazer consultas online através da plataforma dos Nutricionistas Online onde eu e outros colegas nutricionistas acompanhamos centenas de pessoas dentro e fora de Portugal.
** No acto de marcação deverão solicitar o acompanhamento específico por mim.
*** Marcações serão aceites apenas sujeitas a pedido e a aprovação.

Mas antes do grande dia ainda me vão conseguir encontrar num último evento, relacionado com a gravidez, onde estarei presente para um pequena conversa intimista para partilhar a minha experiência, conselhos, dicas e estratégias alimentares enquanto nutricionista, mas sobretudo enquanto futura mamã. 


Perguntas frequentes surgem quando estamos grávidas e no início acabamos por nos sentir um pouco perdidas.  Quanto peso devo aumentar ao longo de uma gravidez? O que comer e o que evitar? Que quantidades devo comer?
Pouco é de menos, mas por dois é demais! Onde ficamos? 
Estas e muitas outras questões serão abordadas, como as estratégias alimentares para evitar os enjoos, o cansaço extremo e mais tarde a azia, prisão de ventre e o refluxo! Não percam...

Existem tantas questões que me colocam que quando fui convidada pelas Conversas com Barriguinhas achei que era o momento ideal para me despedir com um breve até já, com o tema que me tem ocupado a mente nos últimos meses: ser uma nutricionista grávida! Assim sendo aqui fica o convite a todos aqueles que me seguem do "lado de lá" e que me podem vir ver e ouvir este sábado, dia 23 de setembro, pelas 14.30 no Jardim Zoológico de Lisboa. Estarei junto ao coreto, na zona não paga do Zoo, mesmo antes das bilheteiras. O evento é gratuito, mas carece de inscrição AQUI
Espero por vocês para uma tarde animada. Tragam a vossa família, que eu levo a minha melancia!!! O Gnocchi não vai... diz que tem medo dos leões!

Mas não estarei sozinha... das 9 da manhã às 6 da tarde terão uma série de conversas informais com futuras mamas no mini anfiteatro ao ar livre (veja o programa AQUI). Existirão também, para além de uma feirinha com produtos e serviços interessantes para esta fase, muitas outras surpresas ao longo do dia. Quem sabe poderá ainda levar para casa um cabaz especial com uma série de presentes para todos?
























quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Desabafos de uma Nutricionista Grávida!

Ultimamente tenho andado mais recatada no que toca à minha exposição e às partilhas nas redes sociais. A minha melanciazinha está cada vez maior e não tarda muito estará cá fora para, em conjunto, iniciarmos toda uma nova fase das nossas vidas.


Vou deixar de ser uma mini matrioska e vou poder conhecer o ser que foi crescendo, desenvolvendo e pesando dentro do meu útero.  Ser este, que ao longo destas 36 semanas, me fez mudar de número de soutien, aumentar o perímetro abdominal de forma impressionante, que me fez deixar de caber nas roupas cintadas que sempre usei e que, mesmo assim, tem sido o motivo do meu sorriso estúpido e enternecido ao ver “aqueles” (inevitáveis e necessários) quilos a mais na balança.

Abençoada com os enjoos matinais, as náuseas, o cansaço e o inchaço, tive direito a tudo aquilo que está relacionado com as alterações hormonais associadas a este estado que, dizem alguns, ser de graça ou ou de (des)graça!
Neste momento não posso amar mais esta pessoa que ainda nem sequer conheço. Esta vida dentro de mim que começou por ser uma pequena semente, mais pequena ainda que a chia ou um grão de quinoa, que foi crescendo... Houve momentos em que não sabia se iria ser um feijão ou uma ervilha, mas passadas 19 semanas recebi a notícia que ia ser uma grande melancia: a minha melanciazinha...

Tem sido uma viagem e uma aventura, as maiores da minha vida!

Tenho por isso muito por contar e partilhar com todos, mas quis aproveitar este momento para viver o sentimento em pleno e não perder pitada.

Estejam atentos, tenho imensas novidades, muitas dicas e sugestões para aqueles que me seguem e este fim de semana estarei no Jardim Zoológico de Lisboa para Conversas com Barriguinhas. Não percam, será uma presença em género de despedida... ou melhor um breve até já!


Deixo mais informações nos próximos dias...
Vê tudo o que vai acontecer no próximo sábado AQUI Espero por todos para o meu até já! Não estarei sozinha... até lá!